Comunicar-se bem é o alicerce do relacionamento de longo prazo com o cliente

Haroldo Jacobovicz
3 min readApr 16, 2024

Com mais de três décadas de experiência no campo do empreendedorismo, fico confortável em fazer algumas afirmações. Uma delas é que ter boas práticas de comunicação é fundamental para consolidar um empreendimento!

Comunicar-se com clareza e objetividade, tanto com clientes como com colaboradores, fornecedores e demais grupos de contato do negócio, é chave para a construção do sucesso. Isso porque a comunicação eficiente é a base para um dos elementos mais importantes no mundo corporativo: a qualidade do relacionamento com o cliente — e, por consequência, sua longevidade.

Hoje já existe maturidade suficiente no mercado para admitir que o cliente nem sempre tem razão. Afinal há questionamentos embasados em lógica e outros nem tanto, principalmente após o advento das redes sociais, das avaliações compartilhadas, dos comentários e notas atribuídos a produtos, serviços e profissionais. Mas, certamente, permanece a máxima de que sem cliente, não há empresa, não há negócio e não há empreendedor. E se já é desafiador fazer com que o cliente experimente pela primeira vez uma novidade, tornar sua relação fiel com a empresa é uma tarefa ainda mais árdua.

Claro que tudo começa com a oferta de um produto ou serviço que realmente tenha relevância, qualidade e traga uma solução eficaz para um problema ou necessidade real. Mas, para empreender em direção ao sucesso, é preciso mais que isso. É importante conhecer bem o mercado no qual a sua empresa está inserida e quem são os seus potenciais clientes — do que gostam, quais suas dores e do que precisam para ficarem satisfeitos. Contudo, nenhum negócio sobrevive sem a segunda compra ou a renovação do contrato.

É necessário criar laços fortes no dia a dia de forma constante e consistente:

  • Estar, de fato, disponível e acessível para o consumidor — por meio de vários canais;
  • Adotar o tom adequado na comunicação — com educação, gentileza, acolhimento e eficiência;
  • Ter um ótimo serviço de atendimento e oferecer suporte de forma geral — rápido, prático e eficaz;
  • Prestar um bom pós-venda, ainda que tudo tenha corrido bem na aquisição do produto — demonstrar interesse em saber se o cliente realmente ficou satisfeito é sinal de zelo, e costuma ser valorizado pelos consumidores;
  • Investir em programas de fidelidade — para reconhecer os clientes que confiam no seu negócio há mais tempo.

Tudo isso contribui para uma boa experiência inicial e, consequentemente, para um relacionamento duradouro com aqueles que são a verdadeira alma do negócio. Como pilar disso tudo, é preciso ter uma equipe preparada, bem treinada e engajada — o que só reforça a importância da boa comunicação entre gestores, funcionários e fornecedores.

Também é bom lembrar que a atualização — tanto para o dono do próprio negócio, como para o profissional que soma a um negócio já estruturado — é outra peça chave para prosperar. Isso inclui desde entender como está a concorrência, identificar os gaps de mercado e antecipar-se às necessidades dos clientes, até adotar novas ferramentas disponíveis.

A tecnologia é a responsável por grande parte dos novos recursos capazes de tornar a vida de empresas e pessoas mais ágil, simples e produtiva. Como cofundador e presidente do Conselho de Administração da Arlequim Technologies, que atua na virtualização de computadores, preciso destacar o Computador Virtual Arlequim como uma dessas novidades disruptivas que pode adicionar muito valor no dia a dia das empresas.

--

--

Haroldo Jacobovicz

Engenheiro Civil, Empresário e Investidor Brasileiro. Fundador da Arlequim Technologies S/A | Curitiba, Paraná Brasil | http://haroldojacobovicz.com.br/