Em parceria com outras duas empresas de tecnologia, Arlequim desenvolve solução para o setor petroleiro

Haroldo Jacobovicz
3 min readSep 15, 2023

Já falamos sobre “Workstation” que, em português, significa “Estação de Trabalho”. Apesar de semelhante a um desktop convencional, a solução apresenta desempenho e performance superiores. Os computadores classificados como Workstation são personalizados com características e especificações voltadas às necessidades de cada usuário.

Um exemplo prático desse tipo de tecnologia, foi desenvolvido pela Arlequim Technologies, empresa da qual sou fundador, na modalidade virtual e “as a Service”, ou seja, “como serviço” para atender especificamente ao setor de Óleo e Gás.

Workstations são recomendadas para quem precisa usar softwares com aplicações técnicas que exigem alto desempenho da máquina para processar dados. E esse é o caso da Indústria de Petróleo. Uma plataforma marítima, por exemplo, pode ficar a mais de 300km da costa e o uso de tecnologia nestes espaços é um desafio.

O que acontece é que, em geral, a Indústria de Petróleo necessita de equipamentos robustos e internet ultrarrápida — estruturas que, muitas vezes, não estão disponíveis nem em terra firme, em grandes centros, quanto mais no meio do oceano. A Arlequim é especializada em criar Workstations as a Service para diferentes necessidades de negócio, e desenvolveu uma solução sob medida para esse setor. O desenvolvimento envolveu parceria com a Cirion, provedora de infraestrutura digital; e com a NVIDIA, empresa de computação full-stack que redefiniu a computação gráfica, o metaverso industrial e iniciou a IA moderna.

A implementação de Workstations as a Service dentro da indústria de petróleo possibilita aos engenheiros o acesso a aplicações com terabytes de dados, gráficos e imagens a partir de qualquer lugar, inclusive dentro de navios em movimento. Essas Workstations trocam informações com os servidores de dados das empresas de Óleo e Gás por meio da integração em rede privada gerenciada pela Cirion em seus data centers. Os equipamentos utilizam as vGPUs — Unidades de Processamento Gráfico virtuais da NVIDIA, que possuem alto poder de processamento, para renderizar imagens e gráficos pesados. Isso tudo, claro, seguindo rígidos padrões de segurança.

Em termos práticos, uma internet mínima de 10 Mbps já possibilita o acesso, a partir de qualquer dispositivo, à workstation na nuvem por meio de usuário e senha. E depois de logar no ambiente Arlequim, a velocidade de internet passa a ter escala Gigabyte, viabilizando o acesso a arquivos pesados em alta resolução.

Segundo nosso Diretor Comercial Marcio Gerbovic, “a solução é muito aderente a negócios que demandam alta capacidade de processamento e mobilidade, além de oferecer recursos de gestão superintuitivos”. Dentre as aplicações do recurso criado pela Arlequim, está um painel de gestão para que a pessoa encarregada possa acompanhar o volume de processamento de cada Workstation Virtual, bem como habilitar ou desabilitar acesso a programas e softwares por usuário — além de fazer upgrades de configuração.

Essa já é uma solução em funcionamento dentro da Indústria de Petróleo desde março de 2023 e tem sido bastante satisfatória. Soluções assim, sob medida, podem ser desenvolvidas para diferentes segmentos de negócio pela Arlequim. Basta acionar nossa equipe de consultores especialistas para explicar sobre a necessidade de sua empresa e solicitar uma demonstração.

--

--

Haroldo Jacobovicz

Engenheiro Civil, Empresário e Investidor Brasileiro. Fundador da Arlequim Technologies S/A | Curitiba, Paraná Brasil | http://haroldojacobovicz.com.br/