O Dia Internacional da Mulher convida à reflexão

Haroldo Jacobovicz
3 min readMar 8, 2024

--

Hoje, 8 de março, é celebrado o Dia Internacional da Mulher, data que convida a refletir sobre a importância de construir uma sociedade mais justa e igualitária. Percebo uma evolução importante nos últimos anos, mas ainda temos um longo caminho pela frente — especialmente no ambiente empresarial e da tecnologia.

Olhando para os dados, em um recorte para o cenário nacional, o gap é significativo. Segundo os resultados da pesquisa Panorama Mulheres 2023 — elaborada pelo Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper) e pelo Talenses Group — , as mulheres ocupam apenas 17% dos cargos de presidência nas empresas brasileiras.

Apesar de baixo, o número representa uma conquista porque indicam um avanço de 4 pontos percentuais (p.p.) ante 2019, quando apenas 13% das posições de presidência nas companhias eram ocupadas por mulheres. Ainda, em 2017, primeiro ano do estudo, elas representavam somente 8% nos cargos de presidência nas empresas do país.

Para as outras três posições de liderança analisadas pela pesquisa, além da presidência — diretoria, vice-presidência e conselhos — também houve evolução. No estudo de 2023, a participação das mulheres na vice-presidência das empresas dentro do mercado brasileiro chegou a 34%, percentual que era de 23% em 2019 e de 18% em 2017. Dentro dos conselhos, esses percentuais seguem em tendência crescente saltando de 10% de 2017 para 16% em 2019, até chegar a 21% no levantamento de 2023. Já a participação da ala feminina na diretoria subiu de 21% em 2017 para 26% em 2019 e manteve-se estável em 2023.

Já o segmento de tecnologia, a representatividade também tem sido crescente. Segundo levantamento da Woman in Technology, cerca de 20% dos cargos em tecnologia no Brasil são ocupados por mulheres. Na América Latina, a participação delas nos cargos de liderança no setor é próxima a 30%. Esses índices vêm crescendo impulsionados principalmente pela via da educação. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), a proporção de mulheres estudando Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática em relação a homens está aumentado a cada ano e já alcança 44%. Ou seja, a cada 100 profissionais em carreiras relacionadas à Tecnologia da Informação, 44 são mulheres.

Ainda estamos longe do ideal, mas estamos caminhando. Como fundador e Presidente do Conselho de Administração da Arlequim Technologies e do grupo e-Governe, sou privilegiado por ter ao meu lado um exemplo de força, garra e resiliência feminina — características muito bem representadas pela minha sócia, Noeli Isfer, fundadora e vice-presidente do Conselho de Administração da companhia, além de vice-presidente do grupo e-Governe. Noeli também foi por vários anos CEO de uma das empresas que criei, a Horizons Telecom, vendida em 2021, trazendo resultados consistentes e uma gestão exemplar.

Particularmente sou um entusiasta da força das mulheres. Minha mãe é referência na minha educação e nos valores que trago para a vida. Sou pai de duas meninas, já adultas, o que aumenta ainda mais minha responsabilidade com a causa da representatividade feminina. Tenho a sorte de conviver com mulheres incríveis e poder olhar sob o ponto de vista delas em várias situações, o que enriquece muito a forma de lidar em diferentes contextos e resolver problemas com ponderação e assertividade. Afinal, acredito que equilíbrio e o respeito mútuo são chave neste processo em que é preciso valorizar a contribuição de cada um no resultado do todo, com mais equanimidade.

--

--

Haroldo Jacobovicz

Engenheiro Civil, Empresário e Investidor Brasileiro. Fundador da Arlequim Technologies S/A | Curitiba, Paraná Brasil | http://haroldojacobovicz.com.br/